sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

BOMBA: TÍTULO DESPERTA IRA DA IMPRENSA PARANAENSE

H DE "HALEGRIA"

Não vejo mais o PR nos programas esportivos, agora simplesmente Athletico nos denomina.

80 anos para alguém ter a coragem de corrigir um erro histórico, pois o nome do clube jamais mudou, não oficialmente, não de forma documentada. O clube correu muitos riscos por aceitar da imprensa a alcunha incorreta de Atlético.

É o mesmo que escrever Vilson com "w" quando no registro está escrito com "v", ou o contrário, escrever Wilson com "v", quando no registro está escrito com "w". Entendeu a complicação?



O ÓDIO DOS CONTRA

Você já reparou que Napoleão, Pugliesi, Gazeta, Tribuna, Mafuz, Carneiro, muito raramente escrevem algo que enalteça qualquer coisa que é feita no Athletico ou qualquer grande passo dado pelo Furacão?

Reparou que mesmo com o “IBOPE” ou audiência lá embaixo das mídias as quais “servem“, eles não mudam a postura e seguem destilando ódio nos textos que escrevem, seja contra o MCP, diretoria ou o próprio Athletico como um todo?

O que realmente há por trás de toda essa revolta?

Nem mesmo torcedores coxas estão denegrindo tanto o Athletico quanto os acima citados.

Você sabia que a Prefeitura de Curitiba é “recheada” de coxas brancas?

Você sabia que a Federação Paranaense é "casa" coxa?

Você sabia que a maioria da bancada do TJD paranaense é coxa?

Você sabia que a Gazeta é coxa desde os primórdios do futebol no estado? Que sempre deu manchetes gloriosas ao coxinha? Que desde sua existência sempre tentou diminuir o Athletico? Que a Tribuna era Athleticana e jamais atacava o Furacão, até ser comprada pela Gazeta?

Há muitas coisas e segredos que você torcedor desconhece sobre os acima citados!



PAULINHO O ACUSADOR PRESO E CONDENADO

Dias atrás o tal Paulinho, que acusou e atacou Mario Celso Petraglia, teve seu nome e imagem veiculados nas páginas policiais, inclusive com a denúncia de que era pago por centenas de mídias, jornalistas e afins, para produzir fakes (matérias falsas) sobre determinadas personalidades, para que outros meios pudessem utilizar as tais “informações exclusivas” em seus periódicos.

Paulo Cesar de Andrade Prado do Blog do Paulinho, estava sendo procurado pela polícia há 2 anos e foi detido em 09 de novembro de 2018, cerca de 40 dias atrás. O “jornalista” condenado, já havia sido preso em julho de 2015.

Mafuz foi “um” dos que “veiculou” as matérias escritas pelo Paulinho como sendo verdades. Matérias que acusavam Petraglia de envolvimento com corrupção e apropriação indevida de recursos financeiros, posteriormente provadas pela justiça de que nada havia contra o grande artificie da história Athleticana. Em outras palavras, a própria justiça julgou improcedente as acusações e não se dispôs a “discutir” o caso, enaltecendo a seriedade, honestidade e lisura do grande comandante Athleticano. Toda e qualquer hipótese de corrupção, foi refutada pela justiça.

Até mesmo Mafuz fez uma pequena e irrisória retratação sobre a honestidade de MCP.

Será que Mafuz jogou dinheiro fora?



OS MOTIVOS DO MAFUZ

Todos sabem que Mafuz foi advogado do Athletico por anos e todos sabem que Mafuz ganhou muito financeiramente como advogado do clube.

Acontece que certo dia, MCP cansado de ver tanto dinheiro do Athletico sendo gasto em altas comissões pedidas por Mafuz nos processos que venceu, resolveu dispensar o advogado/blogueiro (para revolta do mesmo), montando uma equipe jurídica muito mais barata e eficiente que Mafuz.

Todos lembram do caso do Pinheirão, no processo movido pelo Athletico contra a Federação Paranaense, que por anos “usou” o Athletico e não pagou a parte que lhe cabia. A justiça deu ganho de causa ao Furacão, mas Mafuz ficou com uma parte da “grana” que cabia ao clube, a título de comissão por serviços prestados. Acontece que Mafuz não respondeu pelo Athletico até o final do trâmite e mesmo assim lucrou.

R$ 4 milhões teria sido o valor embolsado por Mafuz, embora o mesmo tenha me dito através de uma ligação, que ficou com “apenas” R$ 1.800.000 (Um milhão e oitocentos mil) e que doou R$ 500 (quinhentos mil) ao clube.

Revoltado após a dispensa, Mafuz não se conteve e passou a atender jogadores que tiveram passagem pelo clube, amontoando processos contra o Atlhetico, e processos milionários, principalmente de jogadores da gestão MM. Na gestão MM, centenas de contratos foram feitos de forma incorreta, causando prejuízos assombrosos com processos milionários na justiça do trabalho, que perduram até os dias atuais.

Se o jogador tem alguma “raiva” do Athletico, Mafuz “compra” a briga.



NAPOLEÃO AINDA ESTÁ NA RÚSSIA (BRASILEIRA)

Outro “athleticano” que demonstra sua mágoa contra MCP.

Algum tempo atrás, uma informação me deixou pasmo, não sei da veracidade, não posso confirmar, mas dava conta de que Napoleão fez parte ou comandou a Radio CAP nos seus primórdios, tendo inclusive obtido ganhos altíssimos com a rádio, em um período em que a mesma estava situada em São José dos Pinhais e óbvio, na gestão MM, que ele tanto defende.

Seria essa a mágoa de Napoleão contra o Athletico? A saída de MM do comando do Furacão parece ter custado muito caro ao Napoleão e segundo fontes da época, existia muito mais que não podem e não desejam revelar. Uma máquina do tempo agora seria primordial para descobrirmos as verdades e mentiras e o que pessoas desse nível escondem da torcida.

Não é novidade a ligação do Napo* com a oposição de MCP, inclusive é assíduo frequentador de um grupo de whats da oposição, onde denigrem e xingam constantemente Mario Celso Petraglia e outros athleticanos que defendem a atual gestão de sucesso, e claro, Napo não perde a chance de vomitar suas abobrinhas, tal qual faz em seus raros textos (ultimamente não há derrotas pra ele falar mal do clube e do MCP).

Em seu blog não houve comemoração pelo título, ficando alguns dias “calado” até soltar nova noticia estapafúrdia para colocar em atrito prefeitura e clube.

É por isso que nunca deixou o cargo de estagiário!


*Obs: Pela honorabilidade e respeito ao nosso querido NAPO VIII, (Emilio), não tem nada a ver com o “Napo” citado no texto. 

GAZETA MESTRE DOS FANTOCHES


Sobre a Gazeta não é difícil entender os reais motivos que move o tal jornal a publicar diariamente fakes e matérias mentirosamente inusitadas, que evidenciam explicitamente sua revolta contra o Athletico.

A Gazeta sempre teve “cúpula” coxa branca em sua administração e interesses próprios no que o Athletico construiu.

Lá pela metade da década de 70, MCP teria proferido a frase “um dia acabarei com os coxas e toda essa corja de coxas que roubam meu Athletico”. Parece que o homem conseguiu realizar seu sonho e com isso diversos inimigos verdes entraram no fã-clube dos contra MCP.

A falência coxa fez com que a gazeta tomasse uma atitude drástica, na busca constante de melar o Acordo Tripartite estabelecido entre Athletico, Estado e Município. Lembre-se que a Gazeta deixou claro em todas as matérias ao longo dos anos antes da Copa, que jamais e em hipótese alguma haveria copa em Curitiba, prejudicando assim muitos comerciantes e a cidade de forma geral por acreditarem nas baboseiras que o jornaleco escrevia.


Athletico e Estado estão de boa, tranquilos, já com suas partes reconhecidas, mas o município através da sua cúpula coxa se mantém arredia, o que obrigou a justiça a mandar conferir as contas para esfregar na cara dos teimosos que eles terão que arcar com a parte deles, afinal o Acordo é Tripartite na dívida final e não inicial. Além do mais, mais de R$ 5 bilhões foram injetados no Estado do Paraná e na cidade de Curitiba, tendo inclusive obras inacabadas sendo investigadas por super faturamento. Alguém reparou no viaduto que custou quase o dobro da Arena para ser construído? No dinheiro encaminhado exclusivamente por causa da Copa e para as obras da Copa, estava incluso a parte destinada ao pagamento do estádio no que coube ao Estado e Município. 

O sentido dessa investida é mais do que clara, fazer com que a casa Athleticana torne-se a casa coxa também, algo impossível acontecer. Além disso, todos sabem que o Athletico já não tolera mais os mandos e desmandos da Globo no futebol brasileiro, a Gazeta é, por enquanto, afiliada Globo.

Todos sabemos que o Coritiba está na UTI do futebol, iniciando seus momentos de “Portuguesa”. A Portuguesa, que já foi vice-campeã do Brasileirão em 1996, é o claro exemplo de gestões equivocadas. Ano após ano foi sendo enterrada pelas más administrações, culminando com sua quase extinção do futebol brasileiro.

O Coritiba necessita fazer algo, com urgência, em relação a seu estádio que já está com os anos contados, ou seu torcedor terá de amargar mais desespero e tristeza.

Não vejo com bons olhos o declínio coxa, mas também acho que o Athletico não deve “pagar” pelos erros do rival dividindo o que lhe pertence.


Quanto ao ex periódico, o finado Francisco Cunha Pereira, enquanto gestor e presidente do grupo, respeitava o Club Athletico Paranaense.
 
Frise-se ainda, que alguns jornalistas advindos da Tribuna do grupo PP adquirido pela RPC, foram pautados, ou seja, nada de elogios ou reconhecimento aos feitos do Athletico, se o fizessem: rá, ré, rí, ró, rua...
 
Já não temos mais rivais no Paraná, além da mídia autofagista paranaense que tenta por raiva, alguma forma de destruir o Furacão, usando sua própria torcida!

Você continua jogando fora seu dinheiro com a assinatura do “bloguezinho” da gazeta? Pare com isso! Economize! 


Se associe ao Furacão e seja feliz! 


4 comentários:

  1. Tava inspirado nessa matemat em amigo

    ResponderExcluir
  2. Não tem santo no futebol ! aliás é um esporte marcado por feudos de cartolagens bandidas e se estende com envolvimentos inclusive num ambiente propício a pervertidos e por aí vai ! agora num Estado como o Paraná, não existir orgulho por parte de todas as torcidas indistintamente pelo momento athleticano, mostra claramente a mentalidade de quem elegeu dois mauricinhos como são os dois últimos governadores do Estado nos dois últimos pleitos !!! uma patologia crônica e mórbida que leva a rivalidade além das quatro linhas é doença e veículos de imprensa e a prefeitura !!!??? lamentável se a íntegra do texto for verossímil e termos no terceiro milênio tanta falta de civilidade, sem querer desmerecer o autor, aliás um exímio redator, mas sendo rubro negro como eu que me excedo sempre; alguma fonte pode ter exagerado em algo, somos extremamente apaixonados pelo nosso Furacão e avançamos o sinal emocionalmente eventualmente, contudo a contundência da matéria denota algo de uma imbecilidade gritante pois o texto tem conteúdo impactante transparece realidade o que é muito triste e vergonhoso para o futebol do Paraná e seus aficionados.

    ResponderExcluir
  3. Acho que o Athetico tem toda a razão no caso com a Prefeitura, mas um viaduto custar mais que a Arena? Está seguro?

    ResponderExcluir