quarta-feira, 12 de setembro de 2018

SONHO DA GAZETA É ARENA ATLETIBA! ENTENDA!

HÉLIO E FPF: OS PROTEGIDOS DA MÍDIA

Nem bem postei novamente a matéria sobre a federação e seu presidente desonesto e a gazeta entrou em desespero, lançando um novo leilão da Arena.

Estão entendendo a “maracutaia”? Já reparam? Sempre que falo da FPF e do Hélio, nos dias seguintes eles lançam uma nova "BOMBA FAKENEWS" sobre o Atlético?


Precisamos entender o motivo que deixa a mídia paranaense irritada, especialmente quando conto as verdades sobre o Hélio e a Federação - nada - Paranaense!

A postagem, como sempre, estourou e abriu os olhos de muita gente desinformada.

Você não leu? Não tomou conhecimento do que rola no submundo da FPF? Corrupção é pouco!

Então acompanhe em 2 links similares o imbróglio que a mídia paranaense insiste em esconder de você.

AQUI...
BOMBA: Presidente da FPF indiciado por Fraude Eleitoral, Nepotismo, Ilegalidades, Benefício Próprio e Ocultação de Documentos

MESMO "SEM" DINHEIRO DE TV, FUTEBOL PARANAENSE É O SEGUNDO MAIOR DO BRASIL


 


LEILÃO DA ARENA

O leilão da Arena ocorrerá no dia em que o grupo da gazeta conseguir arcar com os R$ 100 milhões em ações trabalhistas que deve, ou seja, “DIA DE SÃO NUNCA”!!!!

Mas qual é a razão que leva a gazeta insistir no leilão da Arena?

Ora meus caros e assíduos leitores, muito simples!...

RAZÃO COXA DE SER

- Sabemos que a cúpula da gazeta e afiliados são centenariamente coxas.

- Sabemos que o estádio do rival está condenado e em pouco tempo será interditado.

- Sabemos que o rival está falido, com dívidas em quase R$ 300 milhões e quase 700 processos trabalhistas que podem elevar a dívida a qualquer momento para R$ 500 milhões.

- Sabemos que a sobrevivência (ou a morte) coxa é questão de tempo.

O Coritiba não tem verbas para construção do novo estádio e está flertando com a prefeitura (município), pelo benefício dos Títulos do Potencial Construtivo, para conseguir arcar com a construção do mesmo, mas o valor é exorbitante para prefeitura e governo do estado.

Claro que prefeitura
(município) e governo estudam a possibilidade, mas para isso precisam rever suas pendências com o Atlético. Logo se não reverem o que é devido ao Atlético, será antiético e imoral bancar os coxas.

RAZÃO PARANISTA DE SER

A Prefeitura
(município) tem interesse na área da Vila, para edificar suas novas instalações, mas para ter posse definitiva da mesma, teria que entrar em um acordo com as gralhas e bancar um estádio novo para eles. Estudo que já foi feito e possibilidade real de acontecer!

Logo o novo estádio poderia ser para ambos os clubes, Coritiba e Paraná, com verba pública e de graça, sem os mesmos terem colaborado com algo, como fez o Atlético, trazendo a Copa 2014 para Curitiba, o que possibilitou a entrada de mais de R$ 5 bilhões ao governo e prefeitura, sem contarmos ainda a tributação arrecadada, o marketing internacional, o turismo, o maior de todos os tempos, e etc, etc, etc e tal...

Ou seja, estádio de graça, para quem nada construiu!



ARENA ATLETIBA OU TRIO DE FERRO

Não seria mau negócio para o Atlético, visto que o torcedor Atleticano deixa a desejar, não aderindo e colaborando com o clube. Além disso o torcedor acostumou a colocar defeito no estádio continuamente, mostrando desinteresse e falta de amor pelo mesmo, colocando em risco a longo prazo o futuro da Arena ... massss ... o clube está fazendo o certo e buscando que o torcedor valorize o que é seu. O torcedor tem que valorizar o estádio que tem, ao invés de depreciar tanto e com isso empurrar uma divisão benéfica para os rivais no futuro, com a primeira administração duvidosa que aparecer.

 
Mas qual é o interesse da gazeta e dos grupos de mídias "coxa" na Arena ATLETIBA ou TRIO DE FERRO?

Caso o governo ache inviável a construção do novo estádio para coxas e paranistas, ambos os clubes poderão "morrer" mais cedo do que o imaginado (Aliás ... mortos já estão, só falta deitarem!), por suas dívidas monstruosas e impagáveis então, uma saída lógica e que não gere ônus aos 2 clubes, seria exatamente levar a Arena a leilão e possibilitar que estado e prefeitura banquem todo o estádio, dividindo-o posteriormente com os outros 2 rivais.


Todos já estarão com o plano engatilhado de levar a Arena a leilão e dividir entre Atlético, Coritiba e possivelmente o Paraná, realizando o sonho da gazeta e seus aficionados, na transformação da Arena da Baixada em Arena Atletiba ou Arena Trio de Ferro.

Algo que o Atlético abomina veementemente pois, o clube encontra-se em dia com as contas do estádio. No final dessa postagem segue novamente a “fórmula” sobre a dívida da Arena para que você entenda.

Já notaram a enxurrada de matérias que os mesmos jogam nas redes sobre o assunto, criando fakenews e afins?

Uma forma de pressionar a prefeitura
(município) a não levar a sério o acordo tripartite por ela também assumido, do qual o governo do estado já aceitou sua parte integralmente.

Querem nos tomar o estádio a força e tem Atleticano acreditando e aceitando isso numa boa, principalmente os mascotes políticos.


Não esqueçam que gazeta e tribuna trabalham diretamente para a oposição de MCP e ambos têm interesses mútuos no insucesso de MCP com a Arena.

Uma má administração do clube pode atender os anseios das cúpulas coxa, paranista e da mídia paranaense, transformando nossa Arena na casa de todas as torcidas de Curitiba.




QUEM DEVE MAIS? O “GRUPELHO” OU O ATLÉTICO?  


Por Aroldo Murá – Diário Indústria e Comércio

R$ 100 milhões em ações trabalhistas atingem e põe em polvorosa o Grupo RPCOM.

Com 303 certidões positivas de ações trabalhistas do primeiro grau, registradas no Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região – PR, o Grupo RPCOM, que administra as empresas Editora Gazeta do Povo, Editora o Estado do Paraná e Sociedade Rádio Emissora Paranaense (TV Canal 12), contabiliza mais um rombo superior a R$ 100 milhões só em trabalhistas em aberto.

NOVAS DEMISSÕES
Este volume de ações e passivo deverá resultar na demissão de mais de 80 pessoas, segundo fontes do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Paraná, o que aumentaria ainda mais a dívida do Grupo de Comunicação que vem amargando prejuízos desde 2010 e já teve que se desfazer de sete empresas da área jornalística.


ERAM 900 FUNCIONÁRIOS
A informação de novas demissões do jornal eletrônico Gazeta do Povo, hoje com mais de 200 colaboradores – a empresa já teve perto de 900 quando ainda mantinha a edição impressa – deverá provocar um baque no Grupo GRPCOM, administrado pelos sucessores do construtor do grande império jornalístico, Francisco da Cunha Pereira Filho. A capacidade de negociação de Francisco e seu amplo conhecimento da chamada “alma paranaense” foram os responsáveis pela montagem do grupo, com seu sócio (in memoriam) Edmundo Lemanski. Editora o Estado do Paraná e Sociedade Rádio Emissora Paranaense (TV Canal 12), contabiliza mais um rombo superior a R$ 100 milhões só em trabalhistas em aberto.




DÍVIDA DA ARENA

R$ 390 milhões foi o custo da Arena. Dos R$ 390 milhões, R$ 166 milhões foram “quitados” pelo Potencial Construtivo, já emitidos e atualizados, ou seja, não existem mais R$ 390 milhões de dívida.

Subtraímos então, R$ 390 milhões menos R$ 166 milhões e chegaremos ao valor de R$ 224 milhões, que estão sendo discutidos.

R$ 120 milhões é o valor que está em discussão sobre o Acordo Tripartite, firmado com Governo do Paraná e Prefeitura de Curitiba
(município). O Governo do Estado já reconheceu sua parte nesse imbróglio, R$ 60 milhões, e bancará sua parte, faltando apenas a Prefeitura de Curitiba (município) assumir a sua, mais R$ 60 milhões, que está em trâmite judicial. 

O detalhe é que a Prefeitura (município) não necessita bancar em "dinheiro" sua parte, que pode ser quitada com a emissão de Títulos do Potencial Construtivo, que inclusive terão valorização e darão lucros a própria prefeitura. Algo que beneficia a cidade e o povo paranaense. A Prefeitura (município) nada tem a perder com isso, apenas a lucrar!

Subtraímos, R$ 224 milhões menos R$ 120 milhões e chegaremos ao valor que coube ao Atlético pagar pela Arena, R$ 104 milhões.

A dívida de R$ 104 milhões está sendo paga pontualmente, portanto sem riscos de leilões ou quaisquer outras alegações colocadas pela mídia paranaense, que continua envenenando o torcedor Atleticano.

O CLUBE ESTÁ EM DIA COM SUAS OBRIGAÇÕES E SEM ATRASO ALGUM E BEM POR ISSO, AGORA QUE ESTÁ CONSTRUÍDO, TODOS QUEREM TOMAR POSSE DELE!

  • A Baixada pertence única e exclusivamente ao Atlético!
  • O poder público lucrou muito com a Copa em 2014, mais do que todos imaginam.
  • A obra foi a mais barata da Copa e não pertence a nenhuma construtora, além de ser o único estádio fora das investigações da Lava Jato por suspeitas de superfaturamento, ou seja, ninguém ganhou dinheiro nas costas do povo e do clube.
  • O único estádio que não precisou passar por reformas após a Copa.

Leia mais em:
Sem Riscos! 104 Milhões e a Verdade Sobre a Dívida da Arena!

DÍVIDA COXA E DOS 12 DO EIXO SUPERA DÍVIDA DA ARENA




Um comentário: