terça-feira, 4 de abril de 2017

Filho de apresentador Alborghetti revela que passou fome após a morte do pai



Você lembra de Luiz Carlos Alborghetti, o polêmico e famoso apresentador de um programa policial no Estado do Paraná?

A RIC Paraná, afiliada da TV Record, através do programa Balanço geral, veiculou uma matéria feita com o filho de Luiz Carlos Alborghetti, Marcio Alborghetti, em que o mesmo faz revelações surpreendentes.

Luiz Carlos Alborghetti, vitimado pelo câncer, faleceu em dezembro de 2009.

Marcio falou da infância ao lado do pai, da família e dos irmãos. Elogiou o falecido pai, julgando um pai maravilhoso, correto e justo.

Disse ainda que o pai era rico, mas que após o falecimento dele não lhe foi dado o direito aos bens do pai, acusando a última mulher com quem conviveu Luiz Carlos Alborghetti, Maria Auxiliadora, e não era casado legalmente, de ter impedido que os filhos o visitassem quando estava doente, inclusive.
Marcio culpa a ex-mulher do falecido pai de ter ido “embora e levado tudo”.

Marcio diz ter passado fome e nunca ter recebido um centavo do dinheiro do pai, que pertence aos filhos. E que seus irmãos do primeiro casamento também passaram dificuldades.

Marcio ainda cita que a única pessoa que o ajudou foi Luiz Antonio ferreira, mais conhecido como o Bruxo Chik Jeitoso.

Luiz vendo a situação de Marcio e por ter tido uma amizade verdadeira com o pai Alborghetti, abriu as portas de sua casa e recebeu Marcio que já não tinha mais onde morar. Foi quando Marcio aos poucos e com apoio de Chik Jeitoso começou a recuperar sua vida.

Marcio e família contrataram o advogado Rodolfo Campos Filho que através da justiça tem tentado reaver o que é de direito dos filhos de Luiz Carlos Alborghetti.

Ao final da matéria ficou claro que em breve veremos o filho dar continuidade a gloriosa carreira do pai. Marcio tem um programa na internet, em breve estará na TV aberta e com certeza terá o mesmo sucesso do pai pois, mostra ter no sangue o talento de Luiz Carlos. A geração Alborghetti voltará em breve a TV mais forte que nunca.

Quanto a Luiz Antonio Ferreira, o Bruxo Chik Jeitoso, posso dizer com certeza e com total respeito que tenho por ele, que realmente é uma pessoa de um coração nobre e que busca realmente ajudar aos necessitados, sejam eles amigos ou desconhecidos. Sempre foi um ser humano solidário, representativo, sua religiosidade transcende a alma, com vários trabalhos sociais, seu coral. Quando criança foi morador de rua e costuma se solidarizar aos mais desamparados, por ter sentido na pele o abandono na infância. Sei das injustiças que sofre. Mas no Brasil os justiceiros, os honestos, os decentes, os nobres de espírito é que são os mais perseguidos. Parabéns Chik Jeitoso por mais uma atitude de humanidade em seu currículo.

Chik Jeitoso teve vários programas de TV, desde a época que trabalhou na CNT, sabemos de sua notoriedade e amor que tem pela televisão onde fez a diferença como homem de televisão e de rádio. Além da CNT, Chik trabalhou também na Band, Mercosul, TV Transamérica, por isso até da ligação pessoal e amizade entre Chik e Luiz Carlos Alborghetti onde sempre imperou carinho e respeito mútuo, que acabou passando de pai para filho. 

Certifico isso com apoio e conhecimento dos amigos pessoais de Chik, Carlinhos, Marlos e Marcelo de Oliveira do Operário que sempre estimaram e reconhecem os trabalhos desenvolvidos por Chik para sociedade não só paranaense, mas brasileira de uma forma geral.

E nessa lista de amigos Chik sempre teve nobres apoiadores de suas causas sociais, Horaci da Casa Santos, Luizinho Pasqualoto, Luiz Carlos Setim ex-prefeito de São José dos Pinhais, Dr Camargo da Drogamed.

Assista a reportagem exclusiva do Balanço geral no link abaixo:



Um comentário: